???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.domhelder.edu.br/handle/tede/26
???metadata.dc.type???: Monografia
Title: O FATOR ECONÔMICO COMO FOMENTO DA DESIGUALDADE DE GÊNERO
???metadata.dc.creator???: MOTA, Maria Cecília de Moura 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: CAMATTA, Adriana Freitas Antunes
???metadata.dc.contributor.referee1???: FERREIRA, Lara Marina
???metadata.dc.contributor.referee2???: SANTOS, Marina França
???metadata.dc.description.resumo???: A presente pesquisa tem como objetivo analisar a desigualdade de gênero no Brasil e investigar como o fator econômico influência essa desigualdade. A igualdade de gênero é um direito humano garantido por diversos tratados internacionais em que o Brasil é signatário. Em razão disso, o país vem sendo constantemente questionado em Cortes internacionais sobre o que pode ser feito no âmbito interno para que seja atingida essa igualdade em concreto. A Constituição de 1988 propõe a igualdade de gênero como uma de suas premissas, porém isso ainda não foi alçado na atual realidade brasileira. Dessa forma, a economia se apresenta como fator crucial para a desigualdade de gênero, porque sem liberdade e independência econômica, as mulheres jamais irão ascender para igualdade com os homens. A emancipação econômica feminina é uma das maneiras que o Poder Executivo tem de efetivar o princípio da igualdade de gênero. O ente público precisa promover alterações na legislação atual, com o apoio do setor privado, no cumprimento das novas normas. A implementação de políticas públicas econômicas voltadas para a questão de gênero é um dos caminhos para se alcançar a emancipação feminina e consequentemente a igualdade de gênero.
Abstract: A presente pesquisa tem como objetivo analisar a desigualdade de gênero no Brasil e investigar como o fator econômico influência essa desigualdade. A igualdade de gênero é um direito humano garantido por diversos tratados internacionais em que o Brasil é signatário. Em razão disso, o país vem sendo constantemente questionado em Cortes internacionais sobre o que pode ser feito no âmbito interno para que seja atingida essa igualdade em concreto. A Constituição de 1988 propõe a igualdade de gênero como uma de suas premissas, porém isso ainda não foi alçado na atual realidade brasileira. Dessa forma, a economia se apresenta como fator crucial para a desigualdade de gênero, porque sem liberdade e independência econômica, as mulheres jamais irão ascender para igualdade com os homens. A emancipação econômica feminina é uma das maneiras que o Poder Executivo tem de efetivar o princípio da igualdade de gênero. O ente público precisa promover alterações na legislação atual, com o apoio do setor privado, no cumprimento das novas normas. A implementação de políticas públicas econômicas voltadas para a questão de gênero é um dos caminhos para se alcançar a emancipação feminina e consequentemente a igualdade de gênero.
Keywords: Igualdade de Gênero. Emancipação Feminina. Fator Econômico. Política Pública.
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Dom Helder Escola de Direito
???metadata.dc.publisher.initials???: ESDHC
???metadata.dc.publisher.department???: Dom Helder Escola de Direito
???metadata.dc.publisher.program???: Graduação em Direito
Citation: MOTA, Maria Cecília de Moura. O FATOR ECONÔMICO COMO FOMENTO DA DESIGUALDADE DE GÊNERO. 2020. 56f. Monografia( Graduação em Direito) - Dom Helder Escola de Direito ( ESDHC), Belo Horizonte, 2020.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://10.10.15.28/handle/tede/26
Issue Date: 29-Jun-2020
Appears in Collections:1. Monografias (Graduação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Trabalho de Conclusão de Curso - Maria Cecília de Moura Mota..pdfDOCUMENTO PRINCIPAL1.04 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.