???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.domhelder.edu.br/handle/tede/33
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: A BIO-NECROPOLÍTICA DAS INJUSTIÇAS AMBIENTAIS: DAS VULNERABILIDADES HUMANAS À TRAGÉDIA-CRIME NO MUNICÍPIO DE BRUMADINHO/MG
???metadata.dc.creator???: SILVA, Pedro Henrique Moreira
???metadata.dc.contributor.advisor1???: BIZAWU, Sébastien Kiwonghi
???metadata.dc.description.resumo???: A pesquisa pretende refletir acerca das relações de poder na sociedade e sua transmutação na história, até a configuração de um contexto microfísico, que orienta comportamentos, condutas e fundamenta o sistema político-econômico global. Assim, analisar-se-á o surgimento do paradigma do homo predator na sociedade e o desenvolvimento de uma dinâmica bio e necropolítica, que dá causa às vulnerabilidades sociais e ambientais para garantia da capilaridade do domínio e controle nas sociedades. Dessa maneira, o que demonstrar-se-á é a regência da vida e da morte pela formulação de situações sistêmicas que viabilizam a condução e construção de realidades. A partir desse contexto, o estudo apontará as compatibilidades entre fragilidades sociais e ambientais, de forma que as primeiras acarretam as segundas – ou seja, os corpos negros, das mulheres, lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e em sofrimento mental são também os corpos submetidos aos riscos ambientais, na medida em que a não incorporação destes indivíduos pelo sistema gera a condição de pobreza, que é interpretada como aglutinador de vulnerabilidades. Assim, objetivar-se-á demonstrar a gênese da física dos poderes que justifica as razões da existência destes vulneráveis socioambientais. E é justamente a partir desse raciocínio que o eixo central do estudo recorrerá aos fatos empíricos para referendar o objeto de estudo. Assim, suscitar-se-á a tragédia-crime ocorrida em Brumadinho, no Estado de Minas Gerais, no ano de 2019, relativa ao rompimento da Barragem I, da mina do Córrego do Feijão. A partir desse panorama, buscar-se-á responder à pergunta: quais as correspondências entre o aprofundamento das vulnerabilidades sociais, na perspectiva bio-necropolítica, e o grau de insegurança e injustiça ambiental diante dos desastres ambientais de causa antropogênica? Ou seja, a pesquisa pretende demonstrar que os corpos marcados por vulnerabilidades sociais, sobretudo aquelas relacionadas a raça e aglutinadas pelo fator pobreza, são os principais destinatários da eventual consolidação dos riscos em tragédias antropogênicas. Isso porque, na perspectiva que formular-se-á, há uma menor resistência sistêmica em se assumir riscos que, eventualmente, afetarão estas comunidades. Para tanto, utilizar-se-á o método hipotético-dedutivo e a fenomenologia – em um primeiro – para desenvolver as pontuações qualitativas referentes às relações de poder e das vulnerabilidades sociais, sobretudo pela leitura das obras de Foucault e Mbembe, “O nascimento da Biopolítica” e “Necropolítica”, respectivamente. Em um segundo momento, recorrer-se-á às tendências positivistas para uma pontuação quantitativa - no que diz respeito à necessidade de demonstração que os principais afetados pela tragédiacrime em Brumadinho foram corpos negros das periferias. Isso, note-se, será realizado pelo método indutivo e da pesquisa exploratória, por meio da observação das características raciais e socioeconômicas dos principais afetados pela tragédia-crime em Brumadinho. Assim, justifica-se a pesquisa pela importância da compreensão dos fenômenos sociais de controle sobre a vida e a morte que impactam nas relações socioambientais e na noção de justiça.
Abstract: The research aims to reflect on the power relations in society and their transmutation in history, until the configuration of a microphysical context, which guides behaviors, behaviors and underpins the global political-economic system. Thus, we will analyze the emergence of the paradigm of homo predator in society and the development of a bio and necropolitical dynamics, which causes social and environmental vulnerabilities to guarantee the dominance and control capillarity in societies. Thus, what will be demonstrated is the regency of life and death by the formulation of systemic situations that enable the conduction and construction of realities. From this context, the study will point out the compatibilities between social and environmental weaknesses, so that the former entail the latter - that is, the black bodies, women, LGBTs and mentally suffering are also the bodies subjected to environmental risks, in the first place. the non-incorporation of these individuals into the system generates the condition of poverty, which is interpreted as an agglutinator of vulnerabilities. Thus, it will aim to demonstrate the genesis of the physics of powers that justifies the reasons for the existence of these social and environmental vulnerabilities. And it is precisely from this reasoning that the central axis of the study will use empirical facts to endorse the object of study. Thus, the crime tragedy that occurred in Brumadinho, Minas Gerais State, in the year 2019, related to the rupture of Dam I, of the Córrego do Feijão mine, will be raised. From this panorama, we will answer the question: what are the correspondences between the deepening of social vulnerabilities, in the bio-necropolitical perspective, and the degree of environmental insecurity and injustice in the face of anthropogenic environmental disasters? That is, the research intends to demonstrate that the bodies marked by social vulnerabilities, especially those related to race and agglutinated by the poverty factor, are the main recipients of the eventual consolidation of risks in anthropogenic tragedies. This is because, from the perspective that will be formulated, there is less systemic resistance to taking risks that will eventually affect these communities. To this end, the hypothetical-deductive method and phenomenology will be used - firstly - to develop qualitative scores on power relations and social vulnerabilities, especially by reading the works of Foucault and Mbembe, “The Birth of Biopolitics ”and“ Necropolitics ”, respectively. In a second moment, the positivist tendencies will be resorted to a quantitative score - regarding the necessity of demonstration that the main ones affected by the tragedy-crime in Brumadinho were black and poor bodies. This, it should be noted, will be accomplished by inductive method and exploratory research, by observing the racial and socioeconomic characteristics of the main affected by the tragedycrime in Brumadinho. Thus, the research is justified by the importance of understanding the social phenomena of control over life and death that impact on social and environmental relations and the notion of justice.
Keywords: Biopolítica. Necropolítica. Vulnerabilidades. Injustiça ambiental. Brumadinho. Mineração.
???metadata.dc.subject.cnpq???: DIREITO::DIREITO PUBLICO
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Dom Helder Escola de Direito
???metadata.dc.publisher.initials???: ESDHC
???metadata.dc.publisher.department???: Dom Helder Escola de Direito
???metadata.dc.publisher.program???: Pós-Graduação em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável
Citation: SILVA, Pedro Henrique Moreira. a bio-necropolítica das injustiças ambientais: das vulnerabilidades humanas à tragédia-crime no município de Brumadinho/MG. 2019. quantidade de folhas, 164. Dissertação( Pós-Graduação em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável) - Dom Helder Escola de Direito, local da defesa, escola superior dom helder câmara .
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
???metadata.dc.rights.uri???: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/
URI: http://10.10.15.28/handle/tede/33
Issue Date: 13-Dec-2019
Appears in Collections:2. Dissertações (Mestrado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PEDRO-HENRIQUE.pdf1.96 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons